preparativos para o intercâmbio – decisões.

Que tipo de experiência você quer ter?

Hoje em dia existe uma infinidade de possibilidades de intercâmbio. Parece óbvio, mas em primeiro lugar você tem que decidir o que quer com essa viagem. Estudar? Trabalhar? Passear?

Vai por conta própria ou através de agências? Para ir por conta própria, gasta-se menos, certamente. Se for só para passear ou se quiser morar por mais tempo no país é o ideal. Agora, como eu nunca fui para outro país, não me arrisco. E também pelo fato de que ficarei pouco tempo por lá e por fazer um certo tipo de intercâmbio que é interessante ter alguém intermediando o que devo resolver antes de chegar lá. É uma segurança ter alguém especializado nisso para resolver suas treta e para pedir socorro enquanto estiver longe de papai e mamãe.

É importante olhar também várias agências, para ver qual você confia mais. Nesse caso, é melhor ir de indicações de amigos. Olhe agências pequenas e grandes, os sites, converse com os consultores, vê quem se mostra disponível a te apoiar e a resolver seus pepinos, peça vários orçamentos, abuse mesmo da paciência deles, porque você vai gastar uma grana preta com isso. O preço não varia muito de agência para agência, então nem te preocupa muito.

Para onde você quer ir? Essa pergunta está relacionada à Quanto você pode gastar? Se você quiser ir para um lugar em que se fale inglês, mas está com a grana curta, vá para o Canadá, África do Sul [aliás, como tem gente indo para Cape Town e curtindo muito] ou Irlanda, por exemplo. Se puder gastar mais, Austrália, Estados Unidos, Inglaterra… Se quiser ter mais contato com nativos, fuja de Nova York e Londres e vá para cidades do interior como Wyoming, sei lá. Se quiser aprender francês: França, Canadá, Senegal, Benim… E por aí vai.

O que você vai fazer lá? Tenho uma amiga que foi para Indiana para trabalhar em um acampamento de férias. Lá ela coordenava brincadeiras das crianças, monitorava as atividades e mais um bocado de coisas. Só para você ver como tem muito intercâmbio diferente por aí. Conheci gente que fez o Work & travel, trabalhou em estação de esqui, em recepção de hotel, na Disney, no McDonald’s e ainda fez uma graninha com isso. Acho que esse tipo de intercâmbio vale mais pela experiência de estar em outro país, convivendo com pessoas diferentes e saindo muito da rotina, do que para aprender mesmo uma língua. Você não se torna proficiente em uma língua trabalhando horas e horas por dia, falando ‘How can I help you, sir?”.

Tem também aquele intercâmbio que você além de estudar a língua, estuda outra coisa completamente diferente. Tipo, estudar culinária na Itália, arte na França… Tenho uma amiga que estudou literatura no Chile e simplesmente amou. No caso dela, ela já era proficiente em espanhol, então o aproveitamento é outro. Parece que esse é um nicho muito interessante também para intercâmbios da terceira idade.

Tem o intercâmbio estudantil, super em alta agora depois desse programa do governo Ciência sem fronteiras. Isso varia de universidade para universidade, mas você tem que passar por um processo seletivo, fazer entrevistas, mandar cartas de intenção para a diretoria de relações internacionais da sua universidade, ver se tem vagas para o seu curso para o país em que você conhece a língua. Poisé, nesse tipo de intercâmbio também é necessário que você conheça a língua antes e comprove através de Toefl, Iealts…

Outro tipo de intercâmbio é o tradicional para estudar em escolas de línguas. Esse não tem muito segredo: você pode ser iniciante ou proficiente, não importa. Eu, particularmente, acho que é mais proveitoso fazer intercâmbio depois que você tem um tempo de estudos bom no Brasil. Já conheci gente que foi para fora fazer curso de férias quando ainda era iniciante, não sabia nem o que era modal verbs direito e que voltou com um inglês ainda bem rasteiro. O aproveitamento é consideravelmente menor, tanto linguístico, quanto cultural. A pessoa tem mais medo de aproveitar a cidade por não conseguir se comunicar bem. Eu sei que é válido qualquer tipo de experiência, mas.. Sei lá, é um investimento razoável e acho mais prudente estudar um pouquinho antes de ir. Há quem diga o contrário.

Outra coisa que é importante é buscar indicações de escolas de idiomas por lá. Na agência de intercâmbios eles sugerem as melhores, mas nada como amolar seus amigos e conhecidos que já viajaram para te relatarem as experiências de lá. E tem que ver o que você quer também. Se quer um curso mais pesado, mais fácil de levar etc. Olhe os sites das escolas, assista os vídeos que eles postam, leia os brochures. Fique por dentro.

Eu vou fazer esse intercâmbio, em escolas de línguas, por três meses. Vamos ver o que dá.

Tem o au pair. Você passa um ano nos Estados Unidos trabalhando de babá em uma casa de família, morando com eles. Pode estudar por conta própria, se quiser. Tenho uma amiga que foi através desse programa e, apesar dos acidentes de percurso com a família, ela gostou bastante. Parece que tem um processozinho de seleção nesse tipo de intercâmbio, porque, né… Você tem a responsabilidade de cuidar de crianças. Não dá pra mandar qualquer um pra casa dos outros.

E por último tem um intercâmbio voluntário pela Aiesec (http://www.aiesec.org.br/) que é simplesmente genial. Ele dura de 6 a 12 semanas (durante as férias universitárias) e você trabalhará em ações voluntárias e ONGs pelo mundo afora, dando aulas, workshops sobre AIDS e muitas outras coisas. É tudo pago, exceto passagens aéreas, mas você tem suas obrigações quanto intercambista. Você pode ir para Índia, China, Colômbia, Rússia e vários outros países.

É claro que existem vários outros tipos de intercâmbio, mas destaquei apenas esses poucos só para ilustrar como há uma variedade de coisas para se fazer. Nos próximos posts falarei sobre os preparativos práticos mesmo da minha viagem e que talvez ajude a quem se interessar.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: