Arquivo

Monthly Archives: Janeiro 2014

Dia 05 – 03/01.

Dia meio besta. Acordamos. Sensação térmica do inferno. Assisti um episódio ruim de Downton Abbey. Tentamos tomar coragem para sair na rua. Saímos apenas à noite. Shopping JK, Top Shop. Carérrimo. Jamais voltarei. Restaurante Templo da Carne no Bixiga, bisteca do contra-filé com arroz biro-biro. Nham.

Dia 06 – 04/01.

Metrô, linha amarela com brilho de Jubilee line com portas de vidro. Encontrei Kiki na estação Faria Lima. MIS, exposição do Kubrick incrível. O iluminado, 2001, Laranja Mecânica. Calor e fome extremos, restaurante hipster lotado, sanduíche no Twin (acho que é esse o nome). Espresso numa casa de chá que esqueci o nome. Passagem rápida pela feira na Benedito Calixto. Gibiteria, Lola, Fun Home. Caminhada até a estação. Casa, jantar.

Dia 01 – 30/12.

Acabei de arrumar a mala como se estivesse em um filme do Wes Anderson. Procurei horários do ônibus. Verifiquei umas cinco vezes se não tinha esquecido nada. Fui pegar ônibus perto de casa. O ônibus atrasou. Desci na Praça Sete. Caminhei até a rodoviária. Peguei o conexão aeroporto. Cheguei no aeroporto. Fiz check-in. Comi pão de queijo com chá gelado por R$10,00. Sala de embarque, pela primeira vez passei pelo detector de metais sem que apitasse, avião. Lembrei-me das viagens que eu fiz no início do ano e a sensação de liberdade. Li revista do avião, fiquei olhando pela janela, pro céu muito azul de verão. Cheguei no aeroporto, demorei a pegar a bagagem. Minha irmã e meu cunhado me buscaram. Fomos para a Liberdade. Entramos em algumas lojas de artesanato: xícaras, gatos, facas, budas, pauzinho de tirar cera da orelha. Comprei esmaltes na Ikezaki. Comprei chás na Casa Bueno. Comi tempura de camarão numa barraquinha de rua. Fomos para casa descansar. Fomos para o Bixiga, procuramos por uma cantina que não tinha música ao vivo – sem sucesso. Comemos nhoque à bolonhesa em uma cantina com música ao vivo. Casa.

DIa 02 – 31/12.

Fomos para a casa da vó do meu cunhado. Família inteira reunida. Mulheres cozinhando o dia inteiro. Muita fartura. Dormi. Assisti Friends. Conversei com a vó por muito tempo. Conversei com a mãe dele por um tempo. Pessoas carinhosas e boas anfitriãs. Crianças fofas. Ternura. Passagem de ano. Cidra. Lentilha. Três desejos. Papai Noel virou estrela.

Dia 03 – 01/01.

De novo para a casa da vó. Churrasco. Resto da ceia. Muita fartura, de novo. Muita ternura, de novo.

Dia 04 – 02/01.

Trem. Metrô. Adoro transporte coletivo que dá certo. 25 de março. Andamos um quarteirão, entramos em algumas lojas. Sol quente. Cansaço extremo. McDonald’s, calor dos infernos. Arrependimento. Mercado Municipal fechado. Avenida Paulista. Calor extremo. Livraria Cultura, comprei livros. Frappuccino no Starbucks. Fnac, decepção porque os quadrinhos não estavam em promoção. Comprei guia turístico para Buenos Aires. Tanta coisa que não sabia o que escolher. Procurando biquini para uma provável viagem no dia seguinte. Desisti do biquini. Desistimos da viagem. Casa, jantar gostoso.