Archive

maratoninha quentin tarantino

“No barroquismo de Django livre cabe naturalmente todo o espectro dramático do faroeste espaguete, do operístico à la Sergio Leone ao circense dos filmes de Trinity, passando pelo lirismo irresistivelmente kitsch das cenas de amor.

Faltou dizer que a estetização da violência e da morte, central ao gênero, encontra em Tarantino um entusiasmado praticante. É visível o prazer com que ele filma o sangue tingindo de vermelho o branco: no campo de algodão, no cavalo de um bandido fuzilado, no cravo branco no peito do escravagista. No contexto de um filme realista, essa profusão sangrenta seria intolerável. No mundo pop-cartunesco de Tarantino, é uma festa para os sentidos.”

José Geraldo Couto. O vermelho e o negro de Tarantino. Blog do IMS.

http://www.blogdoims.com.br/ims/o-vermelho-e-o-negro-de-tarantino/

foi bem divertida essa maratoninha. ao contrário do projeto woody allen que estou enrolando há um ano por ter muitos filmes e por vários serem bem parecidos uns com os outros, não rolou isso com o tarantino. filmografia pequena (tudo bem que eu não vi tudo dele), concisa, com uma variedade interessante e divertidíssima.

bueno, vou listar os pontos altos para mim, pelo menos que estou lembrando agora de cara:

1. o senso de humor do tarantino é sensacional. ok, todo mundo sabe disso. as melhores cenas para mim: em ‘reservoir dogs’, quando o vic vega arranca a orelha do policial e fala com ele colocando a orelha perto da boca. e a clássica cena de ‘pulp fiction’ que o vincent vega atira sem querer no marvin, no carro.

2. as figuras femininas: shosanna dreyfus, jackie brown, mia wallace, todas as mulheres de ‘death proof’, todas as mulheres de ‘kill bill’: don’t you mess with them, motherfucker.

vlcsnap-2012-12-02-16h37m21s137vlcsnap-2012-12-02-16h38m45s216vlcsnap-2012-12-02-16h36m48s69vlcsnap-2012-12-01-23h00m20s6vlcsnap-2012-11-18-01h09m54s65

3. os diálogos sensacionais. destaque para o diálogo sobre as massagens nos pés entre vincent vega e jules, em ‘pulp fiction’; a conversa sobre a madonna com interrupções para os comentários do joe, em ‘reservoir dogs’ e o diálogo sobre superman/clark kent entre a noiva e bill, em ‘kill bill’.

4. a estratégia em ‘kill bill’ de logo no início do filme já antecipar que a noiva mata todas as pessoas e está a caminho de matar o bill.

5. samuel l. jackson como jules e ordell. steve buscemi como mr. pink.

6. como os filmes são interligados de alguma forma, isso todo mundo já sabe também. ex: vic e vincent vega são irmãos. tem até o videozinho bem conhecido, o ‘tarantino’s mind’, com o selton mello e seu jorge. segue:

7. as trilhas sonoras. ‘jungle boogie, jungle boogie. get it on!’

8. vincent vega saindo do banheiro e o mundo caindo

vlcsnap-2012-12-01-17h28m49s40

Mr. Pink: Hey, why am I Mr. Pink?
Joe: Because you’re a faggot.
Mr. Pink: Why can’t we pick our own colors?
Joe: No way, no way. Tried it once, doesn’t work. You got four guys all fighting over who’s gonna be Mr. Black, but they don’t know each other, so nobody wants to back down. No way. I pick. You’re Mr. Pink. Be thankful you’re not Mr. Yellow.
Mr. Brown: Yeah, but Mr. Brown is a little too close to Mr. Shit.
Mr. Pink: Mr. Pink sounds like Mr. Pussy. How ‘bout if I’m Mr. Purple? That sounds good to me. I’ll be Mr. Purple.
Joe: You’re not Mr. Purple. Some guy on some other job is Mr. Purple. Your Mr. PINK.
Mr. White: Who cares what your name is?
Mr. Pink: Yeah, that’s easy for your to say, you’re Mr. White. You have a cool-sounding name. Alright look, if it’s no big deal to be Mr. Pink, you wanna trade?
Joe: Hey! NOBODY’S trading with ANYBODY. This ain’t a goddamn, fucking city council meeting, you know. Now listen up, Mr. Pink. There’s two ways you can go on this job: my way or the highway. Now what’s it gonna be, Mr. Pink?
Mr. Pink: Jesus Christ, Joe, fucking forget about it. It’s beneath me. I’m Mr. Pink. Let’s move on.
Joe: I’ll move on when I feel like it… All you guys got the goddamn message?… I’m so goddamn mad, hollering at you guys I can hardly talk. Pssh. Let’s go to work.

vlcsnap-2012-12-01-17h29m16s62

antes da estréia de django unchained, assistirei os sete principais filmes do tarantino, a saber:

1. reservoir dogs (1992)

2. pulp fiction (1994)

3. jackie brown (1997)

4. kill bill vol I (2003)

5. kill bill vol. II (2004)

6. death proof (2007)

7. inglorious basterds (2009)

 

ficaram de fora os filmes:

1. love birds in bondage (1983)

2. my best friend’s birthday (short) (1987)

3. true romance (1993)

4. natural born killers (1994)

5. four rooms (segment “the man from hollywood”) (1995)

6. dance me to the end of love (short) (1995)

7. from dusk till dawn (1996)

8. curdled (1996)