Arquivo

quadrinhos

Como minha memória é péssima, só me lembro dos filmes que vi e anotei aqui no bloguinho. Ou seja, entre janeiro e setembro, há um nuvem negra confusa de filmes, séries, livros e álbuns que tomei conhecimento, mas se perderam na minha cachola. Para todos os efeitos, acá estão os comentários de apenas quatro dentre os pouquíssimos filmes de 2012 que assisti e foram devidamente listados/registrados:

1. ‘O som ao redor’ – ou ‘Neighbouring sounds’ como a gringa conhece – está em várias listas de melhores do ano. Assisti esse filme no Indie Festival e achei bom, mas não entrou para a minha lista de melhores. É o retrato da nossa vidinha classe média brasileira e a gente passa metade do filme rindo por reconhecer o nosso grupo social ali reproduzido.

2. ‘Mekong hotel’. Sou ignorante e não entendi qualé a do filme. Fotografia bonita, mas achei o filme em si uma bosta. Me deixa.

3. ‘Skyfall’. Melhor James Bond. Filme de porradaria bem feito, James Bond envelhecendo e entendendo a vida, não se vê mais como o fodão – ao mesmo tempo ele se vê sim, né. Claro. Javier Bardem incrível.

4. ‘To Rome with love’. Woody Allen fraquinho, porém… Woody Allen anual enternecendo nossos corações. E…

O primeiro ponto alto de 2012: Greta Gerwig.

O Felipeta já falou dela no blog dele (vai lá e leia), mas ela também faz parte dos melhores do meu ano. Papelzinho mixuruca no Woody, protagonista no ‘Lola versus’. Fez meu ano em ‘Nights and weekends’ (2008), deve concorrer a alguma premiação com a personagem maluca de ‘Damsels in distress’ (2011). Tem que acompanhar essa mina aí, ein. Nomeada pelo Huffington Post como ‘the indie queen’.

nights and weekends (2008)

Read More

Anúncios